Vantagens do uso do iPad na educação

Meu texto, publicado no Jornal Brasil 247 😉

Vantagens do uso do iPad na educação

Anúncios

Entendendo o iCloud…

1. Quais são as funções básicas do iCloud? Como ele funciona, de modo geral?
O iCloud é uma ferramenta que serve basicamente para armazenamento e sincronização.
Armazena arquivos (textos, planilhas, apresentações) e sincroniza fotos, contatos, e-mails, calendários e arquivos em todos os meus dispositivos da Apple.
Para conhecer todos os recursos e as possibilidades que o iCloud oferece, sugiro a leitura da página http://apple.com/br/icloud

2. É possível transferir arquivos por meio do iCloud para aparelhos que não sejam da Apple?
Sim. É possível visualizar e fazer upload e download de arquivos (textos, planilhas, apresentações) em um computador com Windows. É possível, por exemplo, fazer download de arquivos de texto em formato PDF, Pages e Word.
Os calendários e os contatos podem ser editados no endereço http://icloud.com
As fotos só podem ser visualizadas e sincronizadas utilizando dispositivos que sejam da Apple.

3. Pode-se dizer que o iCloud seja uma espécie de pen drive invisível, válido somente para produtos da Apple?
Pode-se dizer que sim, mas sou mais otimista e acredito que o conceito de nuvem é bem maior do que apenas armazenamento. Utilizo alguns aplicativos como calendário, contatos e principalmente o FIND my iPhone ou BUSCAR meu iPhone. Este último é o surpreendente software que localiza todos os dispositivos Apple que eu possuo cadastrados na minha conta (ID) Apple, via geolocalização. Todos são aplicativos virtuais que estão integrados no iCloud, acredito que no futuro muitos outros Apps possam funcionar desta maneira ou sejam desenvolvidos para as famosas nuvens, pois isto é uma tendência.
Concluindo, é isso (um pen drive invisível) e muito mais, pois permite a sincronização de todos os meus dispositivos Apple, como iPad, iPod, iPhone, iMac e MacBook, e ainda cuida da segurança de meus dados e dispositivos.
Como dito anteriormente, é possível armazenar textos, planilhas e apresentações que poderão ser visualizados e editados nos dispositivos da Apple e em um PC com Windows, via internet, no site http://icloud.com

4. Quando o iCloud foi anunciado, a sincronia entre ele e a loja iTunes ainda não estava disponível no Brasil. Esse panorama já mudou?
Não é possível acessar a loja iTunes, da mesma maneira que nos Estados Unidos, com uma conta (ID) Apple brasileira para comprar músicas e vídeos. Somente alguns podcasts e artigos do iTunes U podem ser baixados com uma ID Apple na loja brasileira. Ainda engatinhamos no conceito de podcast, mas já ouvimos falar de canais alternativos que falam de produtos como da indústria farmacêutica, acompanhado de músicas e vídeos tipo umas rádios alternativas, programas de bate-papo sobre temáticas específicas. Quem sabe um dia chegaremos no modelo de adquirir séries e filmes, shows e muito mais, comprados com uma conta (ID) Apple Brasil como é comum nos Estados Unidos.

5. Quais são as particularidades do iCloud, em relação ao conceito de computação nas nuvens, de modo geral?
Usabilidade, facilidade de configuração, integração de uma conta, sincronização de dispositivos, relatórios e gerenciamento facilitado. Estas são algumas das principais particularidades do iCloud. Na minha opinião, a diferença está em ter minhas fotos, documentos e principais informações, de calendários e de contatos, sincronizados em todos os meus dispositivos da Apple.

6. Qual a tendência de o conceito de iCloud tornar-se padrão para demais projetos e conceitos de cloud computing?
O conceito cloud computing, computação em nuvem, tem como principal característica o armazenamento de dados, porém, como tudo da Apple, o uso parece ser de uma forma muito fácil e transparente. Não se tem a sensação que estamos em diversos dispositivos, a Apple tem essa capacidade de transformar tecnologia em um mundo simples e funcional, de maneira organizada e prática onde não precisamos ser técnicos para compreender a lógica do sistema. Intuitivamente um usuário, com pouco mais de algumas horas de utilização, sente como se navegasse neste espaço há mais de 20 anos. Por isto, acredito que o iCloud tem grande chance de se tornar um case de Cloud Computing de grande sucesso no mundo da tecnologia da informação.

Este texto foi publicado também em iHelp BR & iPod School

iPad na sala de aula

Leia e divulgue o meu texto sobre o programa iPad na sala de aula, publicado no Jornal 247.Abaixo, link direto para o texto:

iPad na sala de aula

Dicas importantes para uso diário do iPad…

Parece estranho, mas ainda encontro muitos amigos que não sabem fazer a acentuação no iPad e no iPhone. Se você é um desses, vou ensiná-los… Para utilizar a acentuação basta segurar a tecla por alguns segundos e voilá… aparecerão várias possibilidades. Veja o desenho…

Isso a maioria dos usuários já sabe, mas o que alguns ainda não sabem é que os números também escondem várias possibilidades… Como é o caso de números ordinais…

Outra dica bem interessante é a possibilidade de tirar uma foto da tela atual do iPhone ou do iPad, este recurso serve muito quando queremos guardar algo que estamos visualizando. Para tirar a foto basta pressionar os dois botões do iPad juntos ~> HOME e POWER. O iPad tira a foto e salva no “rolo da câmera” do seu álbum de fotos.

Serve também para reposicionar uma foto e criar outra… É legal para um uso rápido sem a necessidade de abrir um aplicativo de tratamento de fotos.

Foto original

Foto com zoom tirada Com o recurso “foto da tela”, explicado antes.

No próximo post, outras dicas legais…

– Posted using BlogPress from my iPad

Jogos da PlayFirst para iPad

Hoje é dia de falar de jogos para iPad. Oba!! 😉
Vou indicar, hoje, três jogos para iPad.
Os três jogos são da PlayFirst e são bem legais!
São eles:

Cooking Dash: Thrills and Spills FREE
Cooking Dash: Thrills and Spills (versão free)
Diner Dash: Grilling Green
Diner Dash: Grilling Green
Hotel Dash Deluxe
Hotel Dash Deluxe

Meus apps favoritos…





No domingo passado no Caderno Donna de Zero Hora, o artigo de capa era “Diga-me teus aplicativos e te direi quem és”, escrito por Fernanda Zaffari. Resolvi escrever também sobre os meus aplicativos preferidos… São muitos e é difícil decidir… 😉





Neste texto, vou escolher alguns dos apps preferidos e/ou mais usados por mim.
Começo com o trio: Pages, Keynote e Numbers. São vendidos na Apple Store a US$  9,90 cada um, mas vale a pena. Para os iniciantes, nunca é demais repetir para que serve cada aplicativo. No Pages é possível escrever e editar textos. No Numbers é possível criar e editar planilhas e gráficos. No Keynote é possível criar e editar apresentações de slides. 

Já foram três. 😉 
                                                                                    



 Uso muito o twitter, por isso o próximo escolhido é exatamente o TwitBird. Eu uso a versão paga, mas a versão free serve perfeitamente para quem tem uma única conta. Gosto deste aplicativo, pois utilizo muitas contas, pesquisas, listas, integração com o Facebook e outros recursos… Vou sugerir outros dois que já testei e também gostei! 😉 São eles: Twitter (uso no meu MacBook, mas no iPad não gostei muito) e Twittelator.     

                                                                         


Dois aplicativos para anotações: Penultimate e Bamboo Paper. É recomendável ter uma canetinha para tela touch para fazer os registros. Ultimamente tenho preferido usar o Bamboo. Mas prepare-se nenhum dos dois é de graça. 



A última dica de hoje é o app Read Later. Tenho utilizado muito, principalmente integrado com o twitter. Como o nome diz é um app que serve para “ler depois”. Você salva links para ler quando puder. 

Na próxima postagem, escreverei mais sobre jogos e uso de app na educação.  



+ dicas de aplicativos para iPad

Talking Gina

Quero destacar aqui alguns aplicativos (apps) que não são tão falados, mas que servem, e muito, para um trabalho pedagógico com crianças. 
Hoje decidi escrever especialmente sobre o Talking Gina. Um app free na Apple Store. Trata-se de um aplicativo de uma girafinha extremamente simpática, a Gina. Ela repete tudo o que você fala, com possibilidade de gravar e de postar diretamente no YouTube. É preciso cuidar dela alimentando-a e fazendo carinho!! 😉


Talking Gina

Entre as diferentes interações que se pode ter com a Gina, destaco o jogo de mãos (aqueles que jogávamos quando éramos crianças). No jogo, você deve acertar as mãozinhas (e depois os pezinhos) da girafa de forma correta, trabalhando ritmo de uma forma super interessante e dinâmica. Imagino uma atividade de sala de aula: primeiro jogar o jogo das mãos com a Gina (girafinha) e depois reproduzir os movimentos com os colegas de sala, trabalhando a interação com a tecnologia e depois com os colegas, sendo uma atividade rica e bastante interessante para as crianças.